O mundo do trabalho está repleto de Racismo e Machismo. Quando vamos falar sobre isso?

O mundo do trabalho está repleto de Racismo e Machismo. Quando vamos falar sobre isso?

O mundo do trabalho é um dos mais importantes espaços da sociedade, e nesse espaço dia à dia as mulheres vem sendo violentadas. Mulheres negras enfrentam duplamente essa violência, por serem negras estão sendo silenciadas pela violência racista ali presentes e em seguida invisibilizadas. A discussão sobre machismo e racismo no mundo do trabalho é urgente.Quando discutiremos isso?

Você é uma pessoa branca e as vezes se incomoda com a luta anti-racista? Esse recado é pra você!

Você é uma pessoa branca e as vezes se incomoda com a luta anti-racista? Esse recado é pra você!

Palavra de Preta

Por Viviana Santiago para o Palavra de Preta

Nessa vida de mulher negra militante sempre me encontro com pessoas brancas  aliadas e sempre existe uma postura em algumas delas que disfarçada de cuidado, na verdade tenta silenciar. Então se você é uma pessoa branca, que gosta de partilhar incômodos com o que você chama de exageros dos movimentos negros, por favor, leia esse texto, possivelmente estou falando sobre e para você.

Ver o post original 285 mais palavras

A hastag #MeuProfessorRacista e uma branquitude que não quer se olhar no espelho.

A hastag #MeuProfessorRacista e uma branquitude que não quer se olhar no espelho.

Por Viviana Santiago para o Palavra de Preta. A hastag #MeuProfessorRacista foi criada no dia 27/03 como uma reação aos processos opressivos e reiteradores de estereótipos e preconceitos raciais vigentes em práticas pedagógicas. A origem da hastag é uma experiência numa aula no discussão na aula de Teorias do Texto na FFLCH – USP quando a abordagem … Continuar lendo A hastag #MeuProfessorRacista e uma branquitude que não quer se olhar no espelho.

Não é coisa da sua cabeça, é racismo.

Não é coisa da sua cabeça, é racismo.

Mulheres e meninas negras ao longo de sua vida vão conviver com situações de violência em relações de afeto, trabalho, moradia, compra. O tempo inteiro serão retirado de um lugar de dignidade em processos sutis – ou não tão sutis- que são realizados de maneira recorrente e que as farão e iniciarão um processo de questionamento de suas habilidades, direitos, percepções, culminando com o questionamento acerca de sua sanidade.